A importância dos museus de carros

Os museus de carros são espaços culturais que preservam, exibem e divulgam a história e a evolução do automóvel, um dos inventos mais importantes e influentes da humanidade. Os museus de carros não são apenas destinados aos apaixonados por veículos, mas também aos interessados em conhecer o impacto social, econômico, político e ambiental do automóvel nas diferentes épocas e lugares. Os museus de carros assim como os cassinos podem falar muito sobre a história e a cultura de um lugar, visita https://20bet.com/br e desfruta de tudo o que te oferece.

Os museus de carros têm diversas funções e objetivos, entre os quais se destacam:

·         Conservar o patrimônio histórico e cultural relacionado ao automóvel, desde os primeiros modelos até os mais modernos e inovadores, passando pelos clássicos, os esportivos, os militares, os populares e os conceituais.

·         Mostrar a diversidade e a riqueza da indústria automobilística, que envolve diferentes marcas, países, estilos, tecnologias e designs.

·         Educar e sensibilizar o público sobre a importância do automóvel na sociedade, tanto nos aspectos positivos (como o transporte, a mobilidade, o lazer, o trabalho e o desenvolvimento) quanto nos negativos (como a poluição, o consumo, o trânsito e os acidentes).

·         Promover a pesquisa, a inovação e a criatividade no campo do automóvel, estimulando o conhecimento científico, tecnológico e artístico sobre o tema.

·         Oferecer atividades culturais, artísticas, lúdicas e pedagógicas para diferentes públicos e idades, como exposições, oficinas, palestras, cursos, visitas guiadas e eventos.

No Brasil, existem vários museus de carros que cumprem essas funções e objetivos, apresentando coleções variadas e interessantes de veículos nacionais e internacionais. Alguns exemplos são:

·         Museu Nacional dos Coches: Localizado em Lisboa (Portugal), possui a mais importante coleção mundial de coches e carruagens reais dos séculos XVI ao XIX. O museu foi criado em 1905 por iniciativa da rainha D. Amélia de Orléans e Bragança, esposa do rei D. Carlos I. O museu é constituído por dois edifícios: o antigo Picadeiro Real do Palácio de Belém (onde se encontram as viaturas mais antigas) e o novo edifício (onde se encontram as viaturas mais recentes), inaugurado em 2015.

·         Museu do Automóvel de São Paulo: Localizado em São Paulo (SP), possui uma coleção de cerca de 300 veículos antigos de diversas marcas e épocas. O museu foi fundado em 1968 pelo empresário Roberto Eduardo Lee, um dos pioneiros na preservação do patrimônio automobilístico no Brasil. O museu conta com uma biblioteca especializada, uma oficina de restauração e uma loja de souvenirs.

·         Museu do Automóvel de Canela: Localizado em Canela (RS), possui uma coleção de mais de 40 veículos clássicos dos anos 1920 aos 1980. O museu foi inaugurado em 1997 pelo colecionador Paulo Rogério Sauthier. O museu oferece uma viagem no tempo através dos carros que marcaram gerações.

·         Museu do Automóvel de Curitiba: Localizado em Curitiba (PR), possui uma coleção de mais de 150 veículos antigos nacionais e importados. O museu foi criado em 1968 pelo Clube de Automóveis Antigos do Paraná. O museu dispõe de um auditório, uma biblioteca, uma videoteca e um espaço para eventos.

·         Museu do Automóvel da Estrada Real: Localizado em Tiradentes (MG), possui uma coleção de cerca de 50 veículos antigos restaurados. O museu foi aberto em 2007 pelo colecionador Rodrigo Cerqueira Moura. O museu está situado em uma antiga fazenda do século XVIII, que faz parte do roteiro turístico da Estrada Real.

Estes são apenas alguns exemplos de museus de carros que existem no Brasil e no mundo, mas há muitos outros que valem a pena conhecer e visitar. Os museus de carros são uma forma de valorizar e difundir a cultura automobilística, que faz parte da nossa história e da nossa identidade.

Igrejas de Lisboa

Um Roteiro Espiritual e Histórico pelas Igrejas de Lisboa

Lisboa, a encantadora capital de Portugal, é uma cidade que guarda séculos de história e cultura em suas ruas sinuosas, seus monumentos imponentes e, claro, em suas igrejas deslumbrantes. Quando falamos em turismo, muitas são as opções que nos vêm à mente: praias exóticas, cidades pulsantes e até o encanto sereno do turismo rural, como o que se pode encontrar no Alentejo com suas ofertas de estadias rurais completas com piscina.

No entanto, um segmento que muitas vezes é esquecido, mas que carrega consigo uma riqueza imensurável, é o turismo religioso. Tal como o turismo rural no Alentejo com piscina oferece uma fuga relaxante e tranquila do cotidiano, o turismo religioso propicia uma jornada tanto física quanto espiritual, oferecendo uma experiência transformadora para o corpo e a alma.

As igrejas de Lisboa são edificações são um compêndio de estilos arquitetônicos, períodos históricos e expressões de devoção popular que emprestam à cidade uma atmosfera única.

Quais Igrejas de Lisboa visitar?

Igreja de Santa Maria de Belém

Conhecida também como Igreja dos Jerónimos, a Igreja de Santa Maria de Belém é uma das mais icônicas e importantes Igrejas de Lisboa, situada no bairro de Belém, uma região repleta de monumentos históricos e culturais. O local está intimamente ligado à época dos Descobrimentos Portugueses e serve tanto como um lugar de culto quanto como um monumento que celebra a rica história naval e cultural de Portugal.

Sé de Lisboa

Iniciemos nosso roteiro pela catedral de Lisboa, comumente chamada de Sé. Esta é uma das igrejas de Lisboa mais antigas, cuja construção remonta ao século XII, logo após a Reconquista. A Sé é um símbolo da resistência e renascimento de Lisboa, sobrevivendo a terremotos e invasões. O seu estilo arquitetónico mistura elementos do Românico, Gótico e Barroco, um testemunho das várias fases que a cidade atravessou.

Igreja de São Roque

Em seguida, a Igreja de São Roque merece destaque. Pertencente à Companhia de Jesus, essa igreja foi uma das primeiras igrejas jesuítas do mundo. O seu interior é um espetáculo de arte sacra com várias capelas ricamente decoradas, sendo a mais famosa a Capela de São João Batista, uma verdadeira obra-prima.

Mosteiro dos Jerónimos

Nenhum roteiro pelas igrejas de Lisboa estaria completo sem uma visita ao Mosteiro dos Jerónimos, em Belém. Este mosteiro é um dos maiores expoentes do estilo Manuelino e foi declarado Património Mundial pela UNESCO. A sua igreja, dedicada a Santa Maria de Belém, é um espaço de enorme beleza e serenidade, e é onde se encontram os túmulos de personalidades importantes da história portuguesa como Vasco da Gama e Luís de Camões.

Igreja do Carmo

A Igreja do Carmo, ou o que resta dela após o terrível terremoto de 1755, é outra parada obrigatória. As ruínas desta igreja gótica são uma visão comovente e um memorial vivo da vulnerabilidade humana perante as forças da natureza.

Basílica da Estrela

A nossa última parada é a Basílica da Estrela, uma igreja de estilo Barroco tardio, conhecida pela sua cúpula e pelo presépio esculpido por Machado de Castro. A basílica não é apenas um local de oração, mas também um ponto de encontro comunitário, situada em uma das praças mais charmosas de Lisboa.

Igreja de Santa Engrácia - Panteão Nacional

Esta igreja em Lisboa, agora também conhecida como o Panteão Nacional, é um dos edifícios mais icônicos de Lisboa. Inicialmente concebido como uma igreja no século XVII, o edifício foi convertido em um panteão no século XX e é onde muitas figuras notáveis de Portugal estão sepultadas ou homenageadas. A sua cúpula pode ser vista de diversas partes da cidade e o interior é notavelmente espaçoso, com uma atmosfera que mistura reverência e orgulho nacional.

Igreja de Santo António

Próxima à Sé de Lisboa, a Igreja de Santo António é frequentemente esquecida pelos turistas mas é de grande significado para os lisboetas. Acredita-se que Santo António de Lisboa, ou Santo António de Pádua como é conhecido na Itália, nasceu próximo ao local onde a igreja está situada. O espaço é modesto em comparação com outras igrejas de Lisboa, mas é um importante centro de peregrinação, especialmente durante as festividades de Santo António em junho.

Igreja da Memória

Esta igreja, de estilo neoclássico, tem uma história curiosa. Foi erguida em comemoração ao evento onde o rei D. José I sobreviveu a uma tentativa de assassinato. A sua sobrevivência foi considerada um milagre, e a igreja foi construída como um monumento de agradecimento divino.

igrejas de Lisboa

Igreja dos Anjos

Esta é outra das igrejas de Lisboa que combina influências arquitetônicas variadas. Localizada na freguesia de Arroios, a Igreja dos Anjos não é apenas um local de culto, mas também um centro para diversas atividades culturais e comunitárias.

Igreja da Conceição Velha

Situada no coração da baixa lisboeta, esta igreja é um exemplo fascinante da arquitetura manuelina. Ela foi construída no local de uma sinagoga medieval e é um tesouro escondido de arte e história.

Igreja de São Vicente de Fora

Localizada no bairro histórico de Alfama, a Igreja de São Vicente de Fora é muitas vezes esquecida pelos guias turísticos tradicionais. Sua fachada de estilo maneirista e o seu interior barroco criam uma atmosfera tranquila e solene, perfeita para reflexão. Aqui também se encontram os túmulos da maioria dos reis da Casa de Bragança.

Igreja do Menino Deus

Situada perto do Castelo de São Jorge, esta igreja barroca é uma das menores de Lisboa, mas o que falta em tamanho, sobra em beleza e história. Foi uma das primeiras igrejas construídas após o terrível terremoto de 1755 e tem um charme particular que merece ser explorado.

Igreja de Nossa Senhora do Loreto

Conhecida também como a Igreja dos Italianos, esta igreja está situada no elegante bairro do Chiado. Com uma fachada simples, o interior da igreja é uma explosão de arte barroca, com uma série de belos retábulos e pinturas.

Igreja de São Domingos

Localizada na Baixa, esta igreja tem uma história tumultuada, tendo sobrevivido a terremotos e incêndios. Seu interior mantém as marcas desses eventos, apresentando paredes nuas e colunas queimadas que servem como lembrete da capacidade de resistência e renovação da fé. É um local poderoso para meditação e reflexão sobre a fragilidade e resiliência humanas.

Basílica dos Mártires

Situada no coração do Chiado, esta igreja foi construída em comemoração à vitória na Batalha de Ourique e é um dos melhores exemplos do estilo neoclássico em Lisboa. É também notável pelo seu magnífico órgão e pelos vitrais que enchem o espaço de luz e cor.

Igreja de Santa Catarina

Localizada no bairro boêmio da Bica, esta igreja barroca é menos visitada mas não menos impressionante. O interior é repleto de talha dourada, azulejos e pinturas que retratam a vida de Santa Catarina.

Conclusão

Estas igrejas complementam o tecido cultural e espiritual de Lisboa, cada uma com sua própria identidade e história para contar. Ao percorrer as igrejas de Lisboa, não estamos apenas a admirar belas obras de arte e arquitetura, mas também a fazer uma viagem no tempo que nos ajuda a compreender as complexidades e as riquezas da história portuguesa e lisboeta.

Espero que este roteiro de Igrejas de Lisboa ofereça uma visão ainda mais completa do patrimônio espiritual e histórico que Lisboa têm para oferecer. A cidade é verdadeiramente um museu a céu aberto, onde cada pedra e cada altar têm uma história para contar.

Como iniciar o fortalecimento do assoalho pélvico?

O fortalecimento do assoalho pélvico é essencial para a saúde e bem-estar das mulheres, especialmente durante o período de gestação e preparo para o parto em ribeirão preto. Em Ribeirão Preto, cidade conhecida pela excelência em cuidados de saúde, é possível encontrar profissionais capacitados e recursos para auxiliar nesse processo. Neste artigo, discutiremos o que é o assoalho pélvico, sua importância durante a gravidez e como iniciar seu fortalecimento em Ribeirão Preto.

O que é o assoalho pélvico?

O assoalho pélvico é um conjunto de músculos, ligamentos e tecidos que sustentam os órgãos pélvicos, incluindo a bexiga, útero e reto. Esses músculos desempenham um papel fundamental na manutenção da continência urinária e fecal, na estabilidade da coluna lombar e no suporte durante a gestação e o parto.

Importância do fortalecimento do assoalho pélvico durante a gravidez

Durante a gestação, o assoalho pélvico sofre um aumento significativo na pressão exercida pelos órgãos internos em crescimento, bem como pelo peso do bebê. Além disso, os hormônios produzidos durante a gestação podem levar a uma diminuição da elasticidade dos tecidos, tornando o assoalho pélvico mais vulnerável a lesões e enfraquecimento.

Fortalecer esses músculos é fundamental para evitar complicações como incontinência urinária, prolapso dos órgãos pélvicos e até mesmo problemas na recuperação pós-parto. Além disso, um assoalho pélvico forte contribui para um parto mais tranquilo e reduz o risco de lesões perineais.

Como iniciar o fortalecimento do assoalho pélvico em Ribeirão Preto

Em Ribeirão Preto, é possível encontrar diversos profissionais especializados em saúde da mulher, incluindo fisioterapeutas pélvicas e profissionais de educação física que podem ajudar no fortalecimento do assoalho pélvico. Aqui estão algumas opções disponíveis na cidade:

1. Fisioterapia pélvica: A fisioterapia pélvica é uma especialidade que visa tratar e prevenir disfunções relacionadas ao assoalho pélvico. Em Ribeirão Preto, vários clínicas e profissionais oferecem esse tipo de tratamento, que inclui exercícios específicos para fortalecer os músculos do assoalho pélvico, técnicas de liberação miofascial e orientações sobre postura e hábitos saudáveis.

2. Pilates: O Pilates é um método de exercícios que tem como foco o fortalecimento do core e a melhora da postura. Durante a gestação, as aulas de Pilates podem ser adaptadas para incluir exercícios específicos para o assoalho pélvico, ajudando a fortalecer esses músculos de forma segura e eficaz. Ribeirão Preto conta com estúdios de Pilates que oferecem aulas voltadas para gestantes, proporcionando um ambiente seguro e adequado para o fortalecimento do assoalho pélvico.

3. Yoga pré-natal: A prática de yoga pré-natal combina exercícios de alongamento, fortalecimento e relaxamento, tudo adaptado às necessidades específicas das gestantes. Durante as aulas, são ensinados exercícios de respiração e posturas que ajudam a fortalecer o assoalho pélvico, além de proporcionar relaxamento e bem-estar. Em Ribeirão Preto, há estúdios que oferecem aulas de yoga pré-natal, permitindo que as gestantes iniciem o fortalecimento do assoalho pélvico de forma suave e relaxante.

Conclusão

O fortalecimento do assoalho pélvico é uma medida fundamental para garantir a saúde e bem-estar das mulheres durante a gestação e o parto. Em Ribeirão Preto, é possível encontrar profissionais capacitados e recursos para auxiliar nesse processo. A fisioterapia pélvica, o Pilates e o yoga pré-natal são opções acessíveis na cidade, oferecendo uma abordagem abrangente e segura para o fortalecimento do assoalho pélvico. Não deixe de buscar o suporte necessário para garantir uma gestação saudável e um parto tranquilo.

Estratégias para Aumentar o Número de Visitas a um Museu em Lisboa

Lisboa é conhecida por sua rica cultura, história e, é claro, por seus muitos museus. No entanto, com a crescente concorrência e a mudança dos hábitos de consumo de cultura, atrair visitantes pode ser um desafio. Neste artigo, exploraremos várias estratégias para aumentar o número de visitas a um museu em Lisboa.

1. Presença Online e SEO

A importância de uma presença online sólida e bem otimizada não pode ser subestimada. Investir em SEO (Search Engine Optimization) ajudará a melhorar a visibilidade do seu museu nos motores de busca, tornando mais provável que potenciais visitantes encontrem o seu museu ao pesquisar locais para visitar em Lisboa. Contratar uma agência de SEO ou um consultor de SEO são sem dúvida a melhor forma de garantir o sucesso da sua presença online.

2. Redes Sociais e Marketing Digital

As redes sociais são uma excelente ferramenta para promover o seu museu e envolver-se com potenciais visitantes. Considere o uso de publicações regulares, lives, e até mesmo realidade aumentada para mostrar o que o seu museu tem a oferecer.

3. Parcerias Locais

Estabelecer parcerias com empresas locais pode ser uma forma eficaz de atrair mais visitantes. Isso pode incluir acordos com hotéis, agências de viagens ou outras atrações turísticas, oferecendo descontos ou pacotes conjuntos.

4. Eventos e Exposições Especiais

Os eventos e exposições especiais podem atrair pessoas que de outra forma não visitariam um museu. Seja uma exposição temporária de um artista popular, um evento noturno exclusivo para adultos ou oficinas educativas para crianças, este tipo de atividade pode trazer um novo público.

5. Programas Educativos

Estabelecer laços com escolas e universidades locais é uma forma excelente de aumentar o número de visitantes. Oferecer visitas guiadas educativas, workshops ou até mesmo programas de estágio pode ajudar a incutir um amor pela cultura e pela história nos jovens.

6. Facilitar o Acesso

Facilitar o acesso ao seu museu é crucial. Isto pode incluir ter um site fácil de navegar que inclua informações úteis como horários de abertura, preços, localização e acessibilidade, bem como a melhoria do acesso físico ao próprio museu, como estacionamento adequado e acesso para pessoas com deficiência.

7. Experiência do Visitante

Finalmente, mas não menos importante, a experiência do visitante é fundamental. Um visitante feliz é mais propenso a recomendar o seu museu a outros. Portanto, assegure-se de que o seu museu seja acolhedor, informativo e divertido.

Em suma, aumentar o número de visitas a um museu em Lisboa requer uma combinação de presença online eficaz, envolvimento com a comunidade, eventos especiais e uma forte ênfase na experiência do visitante. Com essas estratégias, o seu museu estará a caminho de atrair um público maior e mais diversificado.

Melhores atividades a fazer em Lisboa

Desde actividades ao ar livre a atracções culturais, há muitas actividades divertidas disponíveis em Lisboa que podem ser adaptadas para se adequarem a qualquer ocasião ou orçamento. Desde eventos para profissionais organizados por agências de eventos como a Spring Events a atividades interessantes para turistas, Lisboa tem um pouco de tudo.

Para uma experiência verdadeiramente única, porque não experimentar algumas das muitas opções de entretenimento local? Experimente a música de fado tradicional num dos muitos cafés e bares espalhados pela cidade, desfrute de um espectáculo de flamenco ou assista a uma apresentação ao vivo do folclore português. Alternativamente, também há muita comida deliciosa em Lisboa para provar, incluindo uma variedade de vinhos portugueses e saborosos pratos de marisco.

Se procura algo um pouco mais aventureiro, porque não experimentar algumas actividades ao ar livre? Há inúmeras oportunidades para explorar as deslumbrantes praias de Lisboa, ou fazer um passeio de barco no rio Tejo. Para uma experiência verdadeiramente inesquecível, experimente o balão de ar quente sobre a linha do horizonte da cidade ou vá fazer parasailing ao largo da costa.

Uma das melhores coisas sobre Lisboa é a sua acessibilidade. Desde explorar as ruas vibrantes até dar um mergulho no oceano, há algo para todos aqui! Aqui estão algumas actividades que precisa de verificar quando visitar Lisboa:

1. Faça um passeio de eléctrico - Pegue num desses eléctricos icónicos e faça um cruzeiro pela cidade! É uma experiência como nenhuma outra e pode obter excelentes vistas da cidade enquanto navega.

2. Visite a Torre de Belém - Este sítio Património Mundial da UNESCO está repleto de história e tem uma vista deslumbrante sobre a frente do rio. Vale definitivamente a pena verificar se se encontra na zona!

3. Coma um pastel de nata - Esta deliciosa tarte de creme de leite é um produto básico de Lisboa. Certifique-se de experimentar um (ou dois!) quando o visitar.

4. Passe um dia na praia - Com o seu clima ensolarado e belas linhas costeiras, Lisboa é um local ideal para passar tempo na praia. Arrume a sua toalha e protector solar e vá relaxar junto ao oceano!

5. Explore Alfama - Este bairro vibrante está cheio de ruas estreitas de paralelepípedos e pequenos restaurantes perfeitos para explorar. Não deixe de passar algum tempo aqui enquanto estiver em Lisboa!

6. Ouça um concerto de fado ao vivo - O fado é o estilo de música tradicional de Portugal, e é algo que não pode faltar enquanto estiver em Lisboa! Veja um dos muitos locais da cidade onde pode ouvir esta música única.

7. Aprecie a vista no topo do Castelo de São Jorge - Suba até ao topo deste castelo e tenha uma vista deslumbrante de Lisboa e dos seus arredores. É uma experiência que não vai esquecer!

Com tanto para fazer, Lisboa será certamente um grande destino para a sua próxima viagem.

Desde actividades tradicionais portuguesas até à exploração de bairros vibrantes, há aqui algo para todos! Então, de que estás à espera? Faça as  malas e explore tudo o que Lisboa tem para oferecer!

Museu do Brinquedo de Seia - Um Destino Divertido para Todos

Localizado em Portugal, o Museu de Brinquedos de Seia é um destino incrível que oferece diversão e excitação para todas as idades. Desde bonecos clássicos a jogos de vindima, este museu tem algo para todos. Quer seja um entusiasta do brinquedo ou apenas à procura de diversão, o Museu de Brinquedos de Seia é o local perfeito para explorar!

O que vai encontrar no Museu de Brinquedos de Seia

O Museu de Brinquedos de Seia alberga mais de 5.000 exposições que datam de 1750 até hoje. O museu está dividido em duas secções - "O Período Clássico" e "Brinquedos Modernos" - onde os visitantes podem explorar diferentes épocas de brinquedos, bonecas, e jogos. O Período Clássico apresenta brinquedos feitos antes de 1950, incluindo bonecas de madeira tradicionais, jogos de tabuleiro, e modelos de comboios. Entretanto, Modern Toys oferece um vislumbre da história mais recente com consolas de videojogos, figuras de acção, e carros telecomandados, todos em exposição.

Os visitantes podem também participar em actividades como espectáculos de marionetas e workshops ao longo da sua visita. E não importa a sua idade, há aqui algo para todos! As crianças podem brincar com alguns dos seus brinquedos favoritos enquanto os pais absorvem a nostalgia de memórias há muito perdidas enquanto percorrem os favoritos clássicos de cada época ou relaxam numa cama de rede.

Para além da sua vasta selecção de brinquedos e experiências interactivas, o Museu do Brinquedo oferece também programas educativos concebidos em torno de diferentes temas, tais como história ou ciência. Estes programas são perfeitos tanto para adultos como para crianças que querem aprender mais sobre a cultura por detrás destes amados artefactos de infância. Além disso, muitas escolas em Portugal usam este museu como uma oportunidade para os estudantes verem de perto algumas peças únicas do passado!

Museu do Brinquedo de Seia

Como chegar ao museu do brinquedo seia 

A visita ao Museu do Brinquedo em Seia, Portugal, pode ser uma experiência interessante e educativa. Localizado na pequena cidade de Seia, o museu oferece um olhar único sobre o mundo dos brinquedos e a sua história 

A melhor maneira de chegar ao Museu do Brinquedo é de carro. De Lisboa, tomar o IC3 em direcção a Covilha por cerca de 84 km antes de sair para a Estrada Nacional 17 em direcção à Guarda. Conduza durante cerca de 33 km antes de sair na Estrada Municipal 513/520 que o leva directamente para Seia. Uma vez chegado a Seia, continue pela Avenida dos Fornos até chegar à Rua Baptista de Andrade, onde encontrará o museu localizado do seu lado esquerdo.

O Museu do Brinquedo de Seia está alojado com uma grande colecção de mais de 8500 brinquedos doados por cidadãos locais de todo o país e não só. Aqui pode explorar brinquedos de diferentes épocas, incluindo bonecos de madeira, soldados de brinquedo feitos de metal ou figuras de barro, bem como muitas outras variedades que vão desde brinquedos folclóricos tradicionais até figuras de acção moderna e jogos de vídeo. Pode até encontrar alguns artigos raros de colecção como brinquedos mecânicos de lata ou figuras japonesas de anime! 

Para além da sua impressionante selecção de brinquedos de diferentes épocas, o Museu do Brinquedo alberga também uma exposição permanente dedicada às figuras de cartão portuguesas que são um dos produtos culturais mais icónicos de Portugal. Estas estatuetas são feitas à mão usando peças de cartão cortadas e coladas em intrincados padrões que retratam personagens como pescadores ou pastores, muitas vezes com trajes tradicionais de todas as províncias de Portugal 

Para garantir uma visita agradável a todos os visitantes existe também uma área interactiva onde os visitantes podem aprender a construir a sua própria boneca de madeira ou a brincar com robôs de lata vintage e conjuntos de treino como os utilizados na Europa durante a Segunda Guerra Mundial! Não perca esta oportunidade única enquanto visita este fascinante museu!

Museu do Brinquedo de Seia

Conclusão sobre o Museu de Brinquedos de Seia

O Museu de Brinquedos de Seia é um destino obrigatório se se encontrar em Portugal. É certo que vai trazer à tona a sua criança interior e deixar memórias duradouras com a sua diversa colecção de brinquedos vintage e experiências interactivas que abrangem várias gerações. Quer esteja à procura de um dia de diversão ou de uma experiência educacional orientada tanto para crianças como para adultos - este museu tem algo para todos! Então porque não vir ver o que ele tem para oferecer? A sua família não se vai arrepender!

Explorar a História de Lisboa no Museu de Santo António

O Museu de Santo António é uma visita obrigatória para qualquer pessoa interessada em saber mais sobre a história e a cultura de Lisboa

Portugal é conhecido pela sua rica história e cultura, e não há melhor lugar para a experimentar do que no Museu de Santo António em Lisboa. Localizado no histórico distrito de Alfama, este museu dedica-se a preservar e mostrar o passado de Lisboa através de exposições interactivas, artefactos, e muito mais. Se procura uma forma única de explorar a cidade, este museu deve estar no topo da sua lista!

O que vai encontrar no Museu de Santo António

O museu alberga uma impressionante colecção de artefactos de todas as épocas da história de Lisboa. Pode explorar exposições interactivas que detalham eventos chave da história portuguesa, tais como guerras, conquistas, e revoluções. Há também exposições dedicadas à vida quotidiana em Lisboa, ao longo de diferentes períodos. Desde o vestuário tradicional usado pelos habitantes locais durante a Idade Média até fotografias de época tiradas durante a Segunda Guerra Mundial, estas exposições oferecem aos visitantes uma visão de como a vida mudou ao longo do tempo na capital de Portugal.

Para além das galerias permanentes, também se podem encontrar exposições rotativas que apresentam trabalhos de artistas contemporâneos que utilizam técnicas tradicionais para contar histórias sobre a Lisboa moderna. O museu também oferece oficinas onde os visitantes podem aprender a fazer artesanato tradicional como a cerâmica ou as tapeçarias. E se quiser uma pausa entre a exploração das galerias e a participação em oficinas, há um café no local onde se pode comer uma dentada ou uma chávena de café .

museu de lisboa santo antónio

Motivos para visitar o museu de Santo Antonio em Lisboa

O Museu de Santo Antônio em Lisboa é um destino obrigatório para qualquer visitante da capital portuguesa. Ele é um testemunho da rica história de Lisboa, com sua ampla seleção de coleções que se estende por séculos. O próprio museu está instalado em um edifício do século XVIII que já foi um convento e foi amorosamente restaurado à sua grandiosidade original. No interior, os visitantes encontrarão uma série de artefatos do passado da região, incluindo obras de arte de alguns dos maiores artistas portugueses e artefatos de civilizações do passado.

Além de sua vasta coleção, o Museu de Santo Antônio oferece exposições interativas que permitem aos visitantes explorar diferentes aspectos da história e da cultura da região. As exposições do museu enfocam temas como religião, política, vida familiar, cultura popular e muito mais. Os visitantes podem participar de atividades interativas como visitas virtuais e workshops sobre diversos temas relacionados à cultura e à história de Portugal. Estas atividades podem ser especialmente gratificantes para aqueles que buscam uma experiência mais prática.  

Além de sua impressionante coleção, o museu também conta com várias outras características que fazem com que valha a pena visitá-lo. Por exemplo, eles têm uma biblioteca especial contendo livros raros sobre Portugal e seu povo; um jardim dedicado a plantas medicinais nativas da região; um terraço ao ar livre onde os visitantes podem admirar vistas deslumbrantes de Lisboa; e até mesmo um café oferecendo uma autêntica cozinha portuguesa 

O Museu de Santo Antônio também recebe regularmente eventos como concertos, exibições de filmes, palestras e oficinas, todos voltados para educar os visitantes sobre a cultura portuguesa. Estes eventos proporcionam aos visitantes uma outra maneira de se envolver com o rico patrimônio cultural português enquanto aprendem algo novo ao mesmo tempo 

Como se tudo isso já não fosse suficiente, há muitas mais razões para você visitar este magnífico museu da próxima vez que estiver em Lisboa! Desde sua bela arquitetura que reflete o colorido passado de Lisboa até suas extensas coleções que se estendem por muitos séculos - sem esquecer as experiências interativas em oferta - não faltam motivos para que qualquer um queira experimentar este lugar por si mesmo!

Como chegar ao museu de Santo Antonio em Lisboa

Visitar o Museu de Santo António em Lisboa é uma óptima forma de conhecer a cultura e a história da cidade. Localizado no centro da capital portuguesa, é facilmente acessível por transportes públicos 

Para chegar ao museu de autocarro, levar ou os números 716, 728 ou 738 de Martim Moniz à Rua das Janelas Verdes. A partir daí, pode caminhar por Alfama e atravessar até à Rua de Sta. Marinha, onde encontrará a entrada do museu mesmo ao largo do Largo do Carmo.

Em alternativa, se preferir apanhar o Metro, apanhe a linha D (a linha amarela) da estação Saldanha e saia na paragem de Santa Apolónia. Depois, faça uma pequena caminhada pela Rua da Misericórdia antes de virar à esquerda para o Largo do Carmo, onde encontrará a entrada do museu no seu lado direito 

Uma vez dentro do próprio Museu de Santo António, poderá explorar as suas muitas galerias que cobrem tópicos como a história portuguesa entre 1750 e 1850, música tradicional de fado, património religioso e história da arte. Há também exposições interactivas que reflectem sobre questões contemporâneas tais como imigração, alterações climáticas e políticas de identidade - perfeitas para desencadear conversas interessantes com os seus amigos ou família! 

O museu também abriga um café que serve deliciosos petiscos e bebidas de origem local onde os visitantes podem fazer uma pausa na exploração. E se estiver de visita entre Junho e Setembro, há até concertos ao ar livre todas as quartas-feiras à noite em frente ao hall de entrada! 

Em suma, visitar este fantástico Museu é uma visita obrigatória para quem visita Lisboa, não só para conhecer o passado de Portugal, mas também o seu presente - por isso agarrem os vossos bilhetes hoje!

museu de lisboa santo antónio

Conclusão sobre o Museu de Lisboa Santo António

O Museu de Santo António é uma visita obrigatória para qualquer pessoa interessada em saber mais sobre a história e a cultura de Lisboa. Este museu oferece algo para todos - quer esteja à procura de uma visita interactiva através do tempo ou simplesmente queira relaxar com uma chávena de café enquanto admira lindas obras de arte de artistas locais. Qualquer que seja o motivo da sua visita a este fascinante museu, uma coisa é certa: não ficará desapontado! Visite hoje para uma experiência inesquecível!

Museus e igrejas a não perder em Lisboa

Uma cidade famosa pelas suas colinas serenas e margens de areia cativantes, Lisboa é um centro de cultura e comércio e a cidade mais antiga da Europa Ocidental. É a maior cidade de Portugal e está também entre as cidades onde melhor se vive do mundo. Tal como Roma, a cidade foi construída em sete colinas e é conhecida como a "cidade das sete colinas". Lisboa tem uma das melhores artes de rua, com graffitis pintados em inúmeros edifícios, paredes e calçadas e é muito popular entre os turistas especialmente pelos seus museus , igrejas e mosteiros.

Melhores Igrejas para visitar em Lisboa

Uma igreja é um ótimo lugar para visitar durante uma viagem, pois oferece uma grande perspetiva sobre a cultura e tradições de qualquer lugar e artigos religiosos com muita historia. Aqui estão algumas das mais belas igrejas de Lisboa que são imperdíveis para qualquer viajante!

1. Sé de Lisboa.

A Sé de Lisboa (de outra forma chamada Santa Maria Maior de Lisboa, ou basicamente como Catedral de Lisboa) olha para a reconquista cristã subjacente de Portugal após vários anos de mouros islâmicos dirigirem o espetáculo. Foi inicialmente desenhado em estilo românico por Afonso I, o principal rei de Portugal, após a captura cristã de Lisboa em 1147. A estrutura foi consideravelmente alargada e redesenhada por centenas de anos desde então. O interior da Sé é incrivelmente escuro e enorme. Deixa aos visitantes uma vibração para o grave e profundo trabalho da religião na história portuguesa.

2. Igreja de São Roque.

Um dos principais lugares sagrados jesuítas fabricados em qualquer lugar do planeta, a Igreja de São Roque é uma recomendação curiosa. Na verdade, mesmo que o seu exterior espelhe a severidade, o seu interior está entre os espaços melhorados mais sumptuosos de Lisboa, no que diz respeito às riquezas e influências únicas do pedido jesuíta. Entre os espetáculos está a encantadora Capela de São João Batista – supostamente a igreja mais cara da Europa na época do seu estabelecimento. Foi recolhido em Roma pelos ases do edifício italiano Nicola Salvi e Luigi Vanvitelli, antes de ser desmantelado e enviado para Lisboa para o seu estabelecimento.

3. Mosteiro dos Jerónimos.

Património Mundial da UNESCO, o Mosteiro dos Jerónimos é uma aparição hipnotizante da glória e da prosperidade da Era Portuguesa dos Descobrimentos. Foi apoiado através do regresso de novos cursos lucrativos de intercâmbio que ligam Lisboa a produtos africanos e indianos. O Mosteiro é um caso enorme do inconfundível estilo de composição portuguesa conhecido como Manuelino ou Gótico Português Tardio. Marcante ainda como o último local de descanso de autênticos e artísticos titãs, por exemplo, Vasco da Gama, Luis de Camões e Fernando Pessoa, esta é uma paragem imperativa na agenda de qualquer viajante em Lisboa.

4. Igreja de Santa Engrácia.

A Igreja de Santa Engrácia é uma parte intrigante da história e do legado de Lisboa. No início implícito de 1681, abriu finalmente para ser usada em 1966. O interminável procedimento de desenvolvimento trouxe uma articulação bem conhecida, "obra de Santa Engrácia", aludindo a qualquer procedimento ou termo aparentemente interminável. Designada como Panteão Nacional de Portugal, a Igreja alberga ainda os túmulos de figuras tão diferentes e eminentes como Manuel de Arriaga, o anteriormente escolhido Presidente de Portugal, e a fadista de renome mundial Amália Rodrigues.

Melhores Museus para visitar em Lisboa.

Os museus de Lisboa são algumas das atrações culturais mais populares da cidade. Entre estes está o célebre Museu Calouste Gulbenkian, localizado perto da Praça de Espanha, onde estão alojadas mais de 6000 exposições individuais. O acervo de artefactos valiosos e históricos relacionados com a história da farmácia e da saúde mundial no Museu da Farmácia, perto do Chiado, fazem deste um museu lisboeta particularmente invulgar. Enquanto isso, em Santos, encontrará o deslumbrante Museu Nacional de Arte Antiga. Esta é a galeria nacional de Portugal e alberga a maior coleção de pinturas portuguesas do país. Nas proximidades de Alcântara ergue-se o excelente Museu do Oriente. Aqui, a exposição destaca a presença de Portugal no Extremo Oriente. Uma adição relativamente nova à cena cultural de Lisboa é o Museu do Aljube-Resistência e Liberdade. Alojada numa antiga prisão perto da catedral, a exposição permanente narra a ascensão do fascismo em Portugal e a subsequente luta pela liberdade e pela democracia. A coleção mais abrangente de carruagens puxadas a cavalo do mundo pode ser apreciada no Museu Nacional dos Coches, em Belém. De volta ao bairro da Baixa de Lisboa (centro), um passeio pelo peculiar Hospital das Bonecas inclui uma visita ao museu da boneca, uma exposição que conta com milhares de estatuetas, algumas muito raras. O Museu de São Roque vale certamente a pena olhar para a sua valiosa arte sacra. Da mesma forma, a incrível variedade de azulejos antigos e cerâmicas exibidas no Museu Nacional do Azulejo justifica o passeio a leste do centro da cidade em direção ao Parque das Nações. E para os amantes da arte contemporânea, permita uma boa hora para explorar as raras e maravilhosas obras no Museu Coleção Berardo, localizado também em Belém.  

Perguntas frequentes sobre igrejas em Lisboa.

Que tipos de locais de culto da fé cristã estão presentes em Lisboa?

Existe a Igreja Anglicana, Igreja Batista, Basílica, Igreja Católica, Capela, Igreja Evangélica, Igreja Do Evangelho, Igreja Ortodoxa, Igreja Paroquial, Igreja Protestante e Sinagoga presentes em Lisboa.

Quais são os grandes estilos arquitetónicos com que se podem encontrar em igrejas de Lisboa?

As igrejas de Lisboa são construídas em estilos Art Deco, Barroco, Bizantino Revivalista, Gótico, Gótico, Maneirismo, Manuelino, Neoclássico, Renascentismo, Rococó e Românico Revivalista.

A fotografia é proibida dentro das igrejas em Lisboa?

Pode tirar fotos dentro e fora das igrejas presentes em Lisboa. No entanto, é aconselhável evitar lanternas quando a missa está a decorrer.

Quais são os horários da igreja em Lisboa?

A maioria das igrejas do património em Lisboa estão abertas ao público e aos turistas das 09:00 às 18:00 horas. No entanto, o horário das igrejas difere e podem estar fechados em qualquer um dos dias da semana.

Existem igrejas patrimoniais em Lisboa que são de interesse turístico?

Sim, as igrejas patrimoniais presentes em Lisboa estão listadas no Âmbito do Monumento Nacional Português. Têm mais de 400 anos e estão em boas condições também. Também têm enterros, túmulos de pessoas famosas.

Vale a pena visitar as igrejas de Lisboa para ver as suas maravilhas arquitetónicas?

Sim, pode encontrar belos retábulos, sinos, chandlers, fachada, janelas góticas, motivos, murais, pinturas, órgãos de tubo, vitrais, escultores, estátuas, obras em pedra, torres e interiores vitorianos.

Os 10 melhores museus de Portugal

Descubra os melhores museus de Portugal. De Lisboa à Lourinhã, partilhamos os principais museus de Portugal que oferecem um vislumbre da história e cultura deste vibrante país.

Portugal é um país sedutor com uma história colorida e não há melhor forma de o explorar do que visitando os seus muitos museus. De arte e fotografia à moda e música, há uma exposição cultural para todos os gostos. Dê uma vista de olhos a estes museus de topo que não pode deixar de visitar em Portugal.

Melhores Museus de Portugal

museus Portugal

1. Museu Calouste Gulbenkian

Sem surpresa, a capital de Portugal, Lisboa, oferece a mais ampla escolha no que toca a museus. Entre os mais populares encontra-se o Museu Calouste Gulbenkian, que alberga uma das melhores coleções de arte privadas do mundo. As obras pertencem à coleção privada do magnata do petróleo de ascendência otomana Calouste Gulbenkian. Inclui uma magnífica exibição de arte egípcia, grega, romana, islâmica, asiática e europeia. Os visitantes podem deleitar-se com as relíquias egípcias, porcelana chinesa e também com as obras-primas ocidentais, antes de passear no belo parque paisagístico onde o museu se situa.

Museu Calouste Gulbenkian, Avenida de Berna 45A, Lisboa 1067-001, Portugal

2. Museu de Marinha

O célebre museu marítimo de Lisboa dedica-se a todos os aspetos da história da navegação em Portugal. O Museu de Marinha ilustra o papel pioneiro do país na exploração dos oceanos do mundo. Na verdade, possui uma coleção substancial de 17.000 itens. Isso inclui pinturas históricas, instrumentos de navegação e vários mapas do século XVI que retratam o mundo como as pessoas o conheciam na época. Talvez o mais impressionante, no entanto, sejam os modelos em escala dos navios do século XV, incluindo navios da Era dos Descobrimentos. Muitas das peças expostas vieram da coleção particular de D. Luís, aliás, que possuía um grande interesse pela história marítima de Portugal e começou a colecionar itens no século XIX.

3. MUDE - Museu do Design e da Moda

Se vive para a moda, não deixe de visitar o Museu do Design e da Moda (ou MUDE). Esta é considerada uma das mais ricas e melhores exposições de design do século XX da Europa e contém obras de mais de 230 designers. A coleção representa as tendências em design de todo o mundo, abrangendo um período entre 1937 e o presente. O museu contém uma coleção de 2.500 peças, todas alojadas no impressionante prédio de um antigo banco de oito andares, no coração de Lisboa. Originárias da coleção particular do artista plástico Francisco Capelo, as peças incluem vestidos, acessórios de moda, móveis e objetos domésticos. Os visitantes também podem participar em palestras, workshops e programas educacionais.

Museu do Design e da Moda, Rua Augusta 24, Lisboa 1100-053, Portugal

4. Museu Nacional dos Coches

Instalado no Palácio de Belém, em Lisboa, o Museu Nacional dos Coches apresenta os luxuosos veículos de transporte usados pela realeza portuguesa. O museu contém a maior e mais valiosa coleção do seu tipo no mundo. Os visitantes podem maravilhar-se com mais de 70 magníficas carruagens, algumas decoradas com elaboradas representações das descobertas marítimas de Portugal. Uma das carruagens mais impressionantes em exibição foi construída em 1716 para o embaixador de Portugal junto ao Papa Clemente XI, carruagem esta decorada com cenas que representam as vitórias militares e marítimas de Portugal. Outras pertenceram a várias famílias reais europeias da Espanha e da Inglaterra; incluindo a Rainha Elizabete II, que viajou numa durante uma visita oficial. Dica: pode usufruir de entrada gratuita com o Lisboa Card.

5. Museu de Serralves

Com uma localização única na Quinta de Serralves, no Porto, o Museu de Serralves está entre os 100 museus mais visitados do mundo. Na verdade, este é o museu mais importante de arte contemporânea em Portugal e conta com 14 galerias expositivas distribuídas por três pisos. Estas exibem peças modernas e contemporâneas de qualidade de todo o mundo. O museu também oferece exposições temporárias, performances e programas educacionais e públicos para tornar a arte mais acessível ao público. O edifício é uma obra de arte em si. O impressionante projeto arquitetónico também conta com cinema, biblioteca, auditório e restaurante, rodeado por belos jardins paisagísticos.

Museu de Serralves, Rua D. João de Castro, 210, 4150-417 Porto, Portugal

6. Museu dos Biscainhos

Alojado num palácio do século XVII lindamente preservado em Braga, o Museu dos Biscainhos é uma visita obrigatória para os amantes de arte e história. O museu exibe coleções permanentes de arte dos séculos XVII e XVIII, a maioria doada por coleções particulares. Incluem móveis e porcelanas barrocas, vitrais europeus, porcelana chinesa, bem como pinturas portuguesas e europeias. Todos os anos, o palácio encanta os visitantes com os seus magníficos jardins, construídos em três níveis, rodeados por uma muralha. Além disso, o palácio e os jardins revelam um vislumbre da vida cotidiana da nobreza do século XVII, bem como os capelães, servos e escravos que viviam lá.

7. Museu da Imagem

Também localizado em Braga, o Museu da Imagem, dedica-se exclusivamente à fotografia. Instalado numa torre medieval, não muito longe do Castelo de Braga, o museu exibe mais de 200.000 imagens captadas por fotógrafos clássicos e contemporâneos, que cobrem uma vasta gama de assuntos e traçam a evolução histórica de Braga ao longo dos últimos dois séculos. Todos os anos, o museu hospeda exposições de fotografia contemporânea e exibições para mostrar o seu arquivo histórico. Também descobrirá uma exibição de câmaras de diferentes períodos de tempo, bem como uma biblioteca repleta de livros, revistas e catálogos relacionados a imagens para explorar.

Museu da Imagem, Campo das Hortas, 35, Braga 4700-421, Portugal

8. Museu da Lourinhã

Se gosta de dinossauros, não pode perder uma visita ao Museu da Lourinhã. Este impressionante museu abrange três áreas temáticas: Etnografia, Arqueologia e Paleontologia, e atrai um número crescente de visitantes a cada ano. O museu convida os visitantes a uma viagem imaginária no tempo, desde a era em que os dinossauros percorriam a terra. A sala de paleontologia apresenta moldes de vários dinossauros, bem como fósseis recuperados da Formação do Jurássico Superior da Lourinhã. O museu organiza regularmente exposições temporárias sobre um dos temas principais, por isso verifique a programação antes da sua visita. Nota: lembre-se de que é popular para viagens escolares, por isso programe a sua visita com cuidado.

9. Museu Nacional de Arte Antiga

Localizado em Lisboa, o Museu Nacional de Arte Antiga (MNAA) possui uma das maiores coleções de arte do mundo. Na verdade, possui mais de 40.000 itens para explorar, abrangendo uma vasta coleção de pinturas, esculturas, ourivesaria, móveis, têxteis, porcelanas e gravuras. A galeria nacional exibe peças de arte do século XIV ao século XX, incluindo a famosa e celebrada “Veneração de São Vicente”. Na verdade, o MNAA é um dos museus mais populares de Portugal e uma visita obrigatória para os amantes da arte.

Museu Nacional de Arte Antiga, Rua das Janelas Verdes, Lisboa 1249-017, Portugal

10. Casa da Música

Instalada num edifício de forma assimétrica com nove pisos, no Porto, a Casa da Música existe exclusivamente para apresentações musicais. Esta maravilha arquitetónica foi projetada por Rem Koolhaas para marcar o ano festivo de 2001, quando a cidade do Porto foi designada Capital Europeia da Cultura. Além de possuir uma orquestra residente, o impressionante marco recebe as melhores orquestras internacionais de todo o mundo. No entanto, a sua fachada é tão fascinante quanto as performances que acontecem no seu interior. O edifício encontra-se coberto por placas de cimento branco, recortadas por grandes janelas de vidro ondulado ou plano. Isto destaca-o visualmente.

Pequena dica sobre os Museus de Portugal:

Lembre-se de conferir a programação de cada museu com antecedência, pois alguns deles podem ter horários de funcionamento incomuns, bem como exposições especiais por períodos limitados. Também é uma boa ideia tentar reservar os seus bilhetes online ou adquirir um cartão de passagem turístico combinado. Isto ajudá-lo-á a reduzir o tempo de espera na fila ao mínimo, além de economizar custos com entradas. Esperamos que esta lista dos nossos museus de Portugal favoritos seja o companheiro perfeito para a sua visita cultural por Portugal.

Museus grátis de Lisboa (um guia para apreciar arte gratuitamente)

Lisboa, em Portugal, é um museu ambulante. Cada rua, cada prédio, cada pedaço de graffiti possui uma história. Lisboa é tem lar de uma incrível coleção de museus que vão desde as artes e o artesanato aos fantoches (sim - fantoches). Melhor ainda, a entrada nos museus é acessível, mas… se tiver um orçamento limitado, não se preocupe. Hoje vou facultar-lhe uma lista de Museus Grátis em Lisboa e, para os que não são gratuitos, os dias em que os pode visitar de graça… apenas não deixe de consultar o respetivo site para o caso de terem havido alterações.

Museus Gratis em Lisboa


MUSEUS DE LISBOA COM ENTRADA GRATUITA AO DOMINGO

Museu Calouste Gulbenkian - Bairro de Nossa Senhora de Fátima

Este é um museu incrível e, embora não se situe no centro da cidade, vale absolutamente a pena uma visita. Calouste Gulbenkian reuniu uma incrível coleção de arte de todos os lugares e épocas e é uma sorte as 6.000 peças (incluindo algumas obras-primas de nomes como Rubens, Van Dyck, Frans Hals, Rembrandt, Fragonard, Corot, Renoir, Boucher, Manet , Degas e Monet) estarem neste bonito espaço. O melhor: não é um museu com muito movimento, por isso pode apreciar a arte sem ter que esperar que as pessoas se desviem de uma peça. É verdadeiramente uma experiência confortável de museu. Quando terminar, coma qualquer coisa no café ao ar livre do museu nos jardins, ou dirija-se ao El Corte Inglés (procure a praça de alimentação na semicave) para desfrutar de um lanche agradável.

O Museu Calouste Gulbenkian fica localizado na Av. de Berna 45A, 1067-001 Lisboa, Portugal +351 21 782 3000

Horário de funcionamento: dom - seg, das 10h às 18h / ter – fechado / quar - sáb, das 10h às 18h

Preço para adultos: 10 €. Entrada gratuita aos domingos a partir das 14h.

Como chegar: Estações de Metro de São Sebastião ou Praça de Espanha


Museu Nacional de Arte Antiga – Bairro de Santos

Eu ia muito a este museu. A coleção aqui destaca-se sendo a sua joia a “Tentação de Santo António” de Hieronymus Bosch. Aloja mais de 40.000 peças de arte. Esta é uma coleção a valer… e como bónus, há um ótimo restaurante com uma vista deslumbrante sobre o rio. Embora não seja gratuito todos os domingos, é gratuito no primeiro domingo de cada mês.

O Museu Nacional de Arte Antiga fica localizado na R. das Janelas Verdes, 1249-017 Lisboa +351 21 391 2800

Horário de funcionamento: Fechado seg. / ter-dom, das 10h às 18h.

Preço para adultos: € 6, grátis no primeiro domingo de cada mês

Como chegar: autocarro 714, 715, 727 com destino à Rua Presidente Arriaga


MNAC (Museu Nacional de Arte Contemporânea) - Bairro do Chiado

Fantástica coleção de arte contemporânea com muitos artistas portugueses representados. Aprendi muito não apenas sobre o panorama artístico de Portugal, mas também sobre a sua história. Ah, um bónus: o prédio em que se situa é lindíssimo. Nota breve: há dois edifícios, por isso não perca.

O MNAC fica localizado na R. Serpa Pinto 4, 1200-444 Lisboa +351 21 343 2148

Horário de funcionamento: Fechado seg. / ter-dom, das 10h às 18h.

Preço para adultos: € 4,50; grátis na primeira sexta-feira de cada mês


Museu Nacional dos Coches - Bairro de Belém

Se é um entusiasta por carros ou meios de transporte, ou sempre quis ver o meio de transporte mais bonito, tem de ir a este museu. Nota: há dois edifícios, por isso assegure-se de desfrutar de ambos.

O Museu Nacional dos Coches fica localizado na Av. da Índia 136, 1300-004 Lisboa +351 21 073 2319

Horário de funcionamento: Fechado seg. / ter-dom, das 10h às 18h.

Preço para adultos: 6 €, grátis no primeiro domingo de cada mês

Museus grátis Lisboa

MUSEUS DE LISBOA COM ENTRADA GRATUITA À SEXTA-FEIRA

Museu do Oriente - Bairro de Alcântara

Coleção deslumbrante que mostra como o império português expandiu o seu alcance para a Ásia. A coleção é impressionante (embora alguns dos pisos fossem bastante escuros dificultando a apreciação de algumas peças). Uma vantagem (pelo menos para mim), o museu estava quase vazio, por isso pude aproveitar o meu tempo e desfrutar.

O Museu do Oriente fica localizado na Av. Prof. Brasília Doca de Alcântara Norte, 1350-362 Lisboa +351 21 358 5200

Horário de funcionamento: Fechado seg. / ter-dom, 10h-18h. / sex 10h-22h

Preço para adultos: 6 €, sextas-feiras grátis das 18h às 22h.


MUSEUS DE LISBOA GRATIS (todos os dias)

Museu Coleção Berardo - Bairro de Belém

Fiquei maravilhado com a incrível coleção de arte moderna aqui. O museu expõe peças de alguns dos maiores da arte contemporânea, incluindo Warhol, Picasso, Dali, Duchamp, Magritte, Miró, Bacon, Jackson Pollock e Jeff Koons. Fiquei ainda mais impressionado quando vi que era basicamente a única pessoa no museu. Este museu é gratuito, mas uma visita guiada para um adulto custa 5€. Um fim-de-semana por mês, as visitas guiadas são gratuitas. Basta ligar para saber em que fim-de-semana será do mês em que planeia visitar.

O Museu Coleção Berardo fica localizado na Praça do Império, 1449-003 Lisboa

Horário de funcionamento: seg-dom 10h-19h

Telefone: +351 21 361 2878

Como chegar: Elétrico 15 ou 127 da Praça da Figueira ou Praça do Comércio até à paragem do Mosteiro dos Jerónimos OU comboio R para Belém desde o Cais do Sodré.


Museu da Eletricidade – Bairro de Belém

Que museu fantástico. É uma velha usina elétrica onde pode ver como a eletricidade era produzida na época. De caminho, há muitos jogos que o ajudam (e as crianças) a aprender mais sobre a eletricidade. Também há fotos dos antigos eletricistas, alguns deles crianças. Fica próximo do rio, ao lado do MAAT, por isso a localização não poderia ser mais perfeita.

O Museu da Eletricidade fica localizado na Av. Brasília, 1300-598 Lisboa, Portugal

Horário de funcionamento: Fechado seg. / dom-sáb 10h-18h.

Telefone: 351 21 002 8102

Como chegar: Elétrico 15 ou 127 da Praça da Figueira ou Praça do Comércio até à paragem do Mosteiro dos Jerónimos OU comboio R para Belém desde o Cais do Sodré.


Museu do Aljube - Resistência e Liberdade - Bairro de Alfama

Este museu é um ótimo local para visitar se quiser saber mais sobre Lisboa e a época em que esteve sob ditadura (1926-1974). A missão do museu é manter viva a memória da ditadura para que a democracia reine para sempre. O objetivo é garantir que não cometamos os mesmos erros que cometemos no passado.

O Museu do Aljube-Resistência e Liberdade fica localizado na R. Augusto Rosa 42 1100-091 Lisboa

Horário de funcionamento: Fechado seg. / ter-dom, das 10h às 18h.

Telefone: +351 21 817 2400

Como chegar: Elétrico 25E ou 28.


Núcleo Arqueológico - Bairro da Baixa

Este é provavelmente um dos melhores museus gratis de Lisboa. Quando o edifício do Millennium bcp estava em renovação no início dos anos 90, encontraram alguns locais arqueológicos incríveis, assim mais de 2.500 anos de história em Lisboa podem ser vistos aqui (incluindo um spa romano e uma fábrica de salga de peixe). Se é aficionado por história ou arqueologia, este é um local que não deve perder.

O Núcleo Arqueológico fica localizado na Rua dos Correeiros 21, 1100-061 Lisboa

Horário de funcionamento: Fechado dom. / seg-sáb, das 10h às 12h e das 14h às 17h

Telefone: +351 211 131 004

Como chegar: Metro para a Baixa-Chiado


Museu do Design e da Moda - Bairro da Baixa

O prédio está em construção, mas deve ficar incrível quando reaberto (o que se prevê no final de 2017). A sua coleção foi deslocada, da última vez que ouvi estava no Convento da Trindade, pelo que é uma boa ideia enviar-lhes um email antes de planear a sua visita ([email protected]). O museu aborda (obviamente) moda e design e possui algumas peças incríveis de nomes como Francisco Capelo, Phillipe Starck, Charles Eames, George Nelson, Arne Jacobsen, Paul Henningsen, Vener Panton e Tom Dixon. Vale a pena visitar e definitivamente será imperdível quando o prédio estiver de volta e a funcionar.

Horário de funcionamento: Fechado seg. / ter-dom, das 10h às 18h. Verifique o site para horários de feriados.

Telefone: + 351 218 886 117

Como chegar: Metro Baixa-Chiado


NOTA: lembre-se de conferir com os museus antes da sua visita, caso atualizem os preços.

Esperamos que esta lista de museus grátis em Lisboa seja uma boa ajuda para explorar a cidade durante a sua próxima visita.

Musues grátis Lisboa 2022